70 Anos do Exílio em Filme Comemorativo


SINOPSE DO FILME COMEMORATIVO

(uma composição costurada com retalhos)


“Chegamos em Milão, frio pra caramba, neve pela primeira vez…” revela o personagem Contador de histórias.


O filme foi produzido com um script para um um tempo de duração entre 12 e 16 minutos, um documentário em curta metragem, formato digital para tela pequena.


Me pareceu importante seguir determinadas regras:


  1. Manter sempre a voz e a imagem dos entrevistados evitando a participação dos entrevistadores, e excluindo do filme todas as perguntas dirigidas ao entrevistado registradas durante as gravações originais iniciadas em Outubro de 2020.

  2. Evitar qualquer cronologia em relação às datas de gravação registrando apenas o conteúdo de citações ou de histórias contadas pelos entrevistados.

  3. Criar um elo entre o início do filme que caracteriza o processo em curso, do exílio à partir da chegada em terras novas, geralmente momentos marcados e presentes na memória desde a infância, hoje já passados sessenta anos ou mais.


E são vários os depoimentos, intercalados em contrapontos compostos por seis personagens em 16 clipes.


O Contador de histórias

O Egípcio

O Historiador

O Tagarela

O Multicultural

O Filósofo


O filme é concluído pela figura do filósofo citando em francês e traduzido, em parte, pelo texto abaixo:


“Mesmo quando chegamos à nossa idade, há sempre um futuro; o passado não existe, existe apenas em nossa memória; para que possamos agir sobre isso, do jeito que temos em nosso cérebro. O que importa é o presente e o futuro e nós o construímos com o passado”.


Na sequência, e pela nossa tradição, damos voz ao mais idoso (nosso personagem “O egípcio”) que considero o mais desenraizado de todos os entrevistados e que nos ofereceu a mais emocionante entrevista dos encontros iniciados em 2020 em plena pandemia Covid19 sempre por teleconferência.

O filme segue em posfácio comigo e com o mais querido colaborador, o amigo (Bambino) Edu Cohen. recentemente em gravação feita em 30 de maio de 2022.


Nota importante

Toda a edição é transcrita à partir de gravações originais e de baixa resolução sem outros efeitos, o que reforça o foco do espectador em narrativas ágeis e compactas, cada qual situada em contexto e saberes distintos.


DEDICATÓRIA: PARA A POSTERIDADE E EM MEMÓRIA DOS QUE NÃO ESTÃO MAIS


Sami Douek

Sexta feira 3 de junho de 2022


FICHA TÉCNICA

Título

SETENTA ANOS DO EXÍLIO, FILME COMEMORATIVO

Nome dos entrevistadores

Davy Levy,

Edu Cohen

Sami Douek

Data das entrevistas

Outubro de 2020 até março de 2021

Posfácio em vídeo conferência com Sami Douek e Edu Cohen gravada em 30 de maio de 2022

Nome dos Entrevistados

Davy Levy

Alberto Moghrabi

Alberto Souss

Sabatino Levi (In Memoriam)

Salomon Wahba

Ronald Cicurel

Duração total

18 minutos

Ano de edição

2022

Concepção, script, efeitos audiovisuais e textos

Sami Douek

Orientação especial:

Davy Levy

Colaboração especial

Edu Cohen

Edição e finalização

Sami Douek para judeusdoegito.org

Colaboração técnica e agradecimentos para as edições de 2020

Bianca Cantino